Copa Verde, Destaques, Luverdense, Notícias | Publicado em 17 de maio de 2017 | Por Agência Futebol Interior/Redação

junior Rocha valoriza elenco e comemora título inédito e invicto na Copa Verde

728x545Lucas do Rio Verde, MT, 17 (AFI) – O Luverdense-MT conquistou de forma histórica e invicta o título da Copa Verde, na última terça-feira, ao empatar com o Paysandu, por 1 a 1, em pleno Mangueirão, em Belém. Na ida, o LEC já havia ganho de 3 a 1 em Cuiabá. O técnico Júnior Rocha (foto) levou o clube de Lucas do Rio Verde ao título mais importante da sua recente história de 13 anos. Para dar a volta olímpica, o Luverdense realizou oito jogos com seis vitórias e apenas dois empates.

728x484Júnior Rocha é um dos símbolos deste Luverdense que, em pouco tempo, fez história no Mato Grosso e, agora, no Brasil. O treinador chegou aos 187 jogos no comando do LEC ao longo de suas três passagens. No atual trabalho, ele chegou no final do primeiro turno do Estadual e levou o Luverdense até as semifinais.

“Só tenho agradecer a Deus e a esses atletas, diretoria, torcedores e aos funcionários do clube que não aparecem na mídia, mas que tem uma importância enorme para nós. Temos que comemorar muito esse título, pois sofremos uma pressão enorme na partida. Os jogadores, contudo, souberam suportar e se comportaram muito bem. Somos merecedores dessa conquista”, disse treinador ao site Grande Área.

Pressão!
Com a vantagem de ter ganho o jogo de ida, por 3 a 1, o Luverdense viu o Paysandu abrir o marcador logo aos 3 minutos da primeira etapa. Júnior Rocha e seus comandados, porém, sabiam da pressão que seria enfrentar o Papão e os quase 30 mil torcedores. Até mesmo por isso, o LEC soube segurar o rival e ainda dar o golpe de misericórdia. Rodrigo Fumaça foi escolhido por Júnior Rocha para incendiar a partida e ele fez isso ao sofrer pênalti aos 30 minutos da segunda etapa.

“O Paysandu estava indo muito em busca do segundo gol e em uma jogada de contra ataque poderíamos conquistar esse gol que daria uma maior tranquilidade. O Rodrigo Fumaça é muito rápido e foi em cima dele que veio o pênalti. Os méritos são dos atletas”, analisou o comandante.

Carreira vitoriosa!
Com apenas 36 anos, o ex-atacante teve passagem por poucos clubes em sua carreira (Clube 15 de Novembro-RS, Sport Club Ulbra-RS e o próprio Luverdende, onde foi artilheiro e campeão do estadual de 2009. Ele encerrou a carreira aos 30 anos. Sem perder tempo, Júnior Rocha iniciou sua carreira como técnico em 2011, dirigindo os juniores do Clube Esportivo Aimoré-RS.

Em 2013, Júnior Rocha recebeu convite do presidente do Luverdense, Helmute Lawisk, para dirigir os juniores do clube. Mas no mesmo ano, ele recebeu a grande oportunidade de substituir o veterano Roberval Davino no time profissional. Naquela momento, o LEC disputava a Série C do Brasileirão.

O treinador arrumou o time e, após 22 jogos com 12 vitórias, três empates e sets derrotas, conquistou o inédito acesso à Série B do Brasileirão. Nesse mesmo ano, o clube realizou sua melhor campanha na Copa do Brasil chegando às oitavas de final no confronto diante do Corinthians.

Já em 2014, ainda sob a batuta de Júnior Rocha, o Luverdense chegou à final do Campeonato Mato-grossense e, com o vice-campeonato, garantiu uma vaga na Copa do Brasil. Na mesma temporada, ele dirigiu o LEC na Série B até a 29ª rodada. Após deixar o Luverdense, ele voltaria ao clube seis meses depois pelas mãos novamente do presidente Helmute Lawisk.

Na oportunidade, ele chegou à Segunda Fase da Copa do Brasil, às semifinais da Copa do Brasil e ficou no 13º lugar da Série B. Em 2016, Júnior Rocha acabou com a seca do Luverdense de quatro anos sem conquistar o Estadual. Na Série B, o clube do Centro-Oeste teve sua melhor participação ao terminar em 9º lugar – apenas oito pontos do acesso. Sem falar nos 11 jogos invictos em Lucas do Rio Verde.

 

Ao todo são 187 jogos de Júnior Rocha no Luverdense, sendo 105 pela Série B, 22 partidas pela Série C, oito na Copa do Brasil, outros oito duelos na Copa Mato Grosso, dez embates na Copa Verde e 34 no Estadual Mato-grossense.

 



Deixe seu comentário

Os comentários neste espaço não refletem a opiniáo do site Futebol Matogrossense e é de responsabilidade do leitor. Não serão publicados comentários considerados ofensivos ou que use de linguagem inadequada.